A parceria com a iniciativa privada, a partir da destinação de recursos via Lei de Incentivo ao Esporte e/ou aporte de recurso direto, proporciona a execução de uma ação de médio prazo (até cinco anos) nos municípios atendidos, que favorece o fortalecimento das políticas públicas e amplia o acesso das crianças e jovens à educação física e ao esporte. O desenvolvimento de ações formativas com professores e gestores potencializam a prática pedagógica nas escolas e contribui com o fortalecimento e a qualificação de programas de esporte educacional já desenvolvidos pelas secretarias municipais. A intervenção do IEE mobiliza os diferentes atores para a criação de uma rede de Escolas Ativas voltada para a criação de ambientes educativos e sustentáveis que favorecem a educação integral e o desenvolvimento humano.

Desenhodoprojetoem2017

Guarujá • Pindamonhangaba • São Sebastião • São Bernardo • Piracicaba • Bauru • São José dos Campos

Recife • São Lourenço da Mata; Glória; Escada • Vitória de Santo Antão; Chã de Alegria; Pombos

Sorriso

Não Me Toque

Curitiba • Araucária

Santa Helena de Goiás

Serra

16


POLOS DE FORMAÇÃO

7


ESTADOS

20


CIDADES

1200


PROFESSORES EM FORMAÇÃO

525


ESCOLAS CONTEMPLADAS

177 mil


CRIANÇAS E JOVENS ATENDIDOS INDIRETAMENTE

DESENVOLVIMENTODOPROJETO

O projeto Formação de Professores possui formatos e objetivos específicos para cada ano de intervenção. A organização dos conteúdos permite que os municípios, ano a ano, recebam um certificado de conclusão e aderência às ações e metas do projeto. A cada fechamento de um ciclo anual, existe a possibilidade de continuidade e aprofundamento dos conteúdos que levam ao aperfeiçoamento das ações e consolidação de políticas e práticas pedagógicas do esporte educacional dentro e fora das escolas.

DESENVOLVIMENTODOPROJETO

O foco principal da proposta do ano 1 é a qualificação das práticas pedagógicas dos professores de educação física e esporte que atuam nas escolas e a mobilização dos gestores e coordenadores pedagógicos para analisar e aperfeiçoar os projetos já existentes. No ano 2 o foco é o aprofundamento dos estudos na pedagogia do esporte, a qualificação das propostas curriculares, o planejamento e a realização de competições escolares voltadas para a comunidade e a formação de grupos de jovens qualificados e mobilizados para atuar como árbitros, monitores esportivos, empreendedores comunitários, etc. O ano 3 tem como foco a sistematização das práticas desenvolvidas na forma de planejamento e implementação de um Plano de Ação centrado na temática Escolas Ativas. A ideia é ampliar e qualificar os projetos e programas escolares relacionados com metodologias ativas de ensino, linguagem corporal, educação física e esportes. O eixo de atuação no ano 4 é a criação e operacionalização de um Comitê Regional das Escolas Ativas / Esporte Educacional com representação significativa dos diferentes atores envolvidos com a temática (secretários, professores, tutores jovens e lideranças comunitárias). O monitoramento da atuação do Comitê Regional das Escolas Ativas / Esporte Educacional e seu impacto nas políticas públicas do município é o foco do ano 5.

METODOLOGIADEFORMAÇÃO

Anualmente, em cada polo, são realizados cinco módulos de dois dias, com uma programação que combina momentos de formação teórica, prática, reuniões de planejamento, mobilização e articulação, eventos e outros, respeitando as diferentes demandas locais em termos de logística, cronograma e organização.

As principais estratégias aplicadas nas formações para produzir o impacto esperado e alcançar as metas propostas, utilizam o Esporte Educacional como eixo principal, seus princípios (Inclusão, Diversidade, Construção Coletiva, Educação Integral e Autonomia) e a discussão sobre o Direito ao Esporte. O desenvolvimento do programa foi formulado para integrar teoria e prática, sempre objetivando a aplicabilidade dos conceitos na realidade imediata das comunidades atendidas.

CONTEÚDOSDEFORMAÇÃO

• A organização do Esporte no Brasil e a dimensão do Esporte Educacional
• Os princípios do Esporte Educacional
• As inter-relações entre a Pedagogia do Esporte e o Jogo
• Os critérios de escolha e intervenção para o ensino de Jogos
• Planejamento Pedagógica a partir de Sequencias Didáticas
• Ferramentas didáticas para o ensino do Esporte Educacional
• Ampliação de repertório nas práticas da Cultura Corporal
• Liderança Juvenil
• Escolas Ativas

RESULTADOS

No período de 2013 a 2016 o Projeto Formação de Professores alcançou resultados expressivos e repercutiu positivamente nos territórios contemplados. Aproximadamente 2500 professores e gestores participantes fizeram ampliar a rede de acesso das crianças e jovens brasileiros ao esporte. A educação física ganhou relevância nos currículos escolares e a rede Escola Ativa permitiu a integração entre os diferentes atores da gestão pública em favor da aprendizagem e educação integral.

FOTOSDASATIVIDADEDOPROJETOFORMAÇÃODEPROFESSORES