Desde janeiro/2011 o Instituto Esporte & Educação, em parceria com a Petrobras, desenhou uma estratégia de disseminação das práticas de Esporte Educacional a partir da transferência de tecnologia e da parceria com outras instituições (ONGs, Universidades) e municípios, baseando-se na experiência acumulada em dezessete anos de atuação do IEE. O Projeto Rede de Parceiros Multiplicadores de Esporte Educacional já atendeu a 58 municípios, em 7 estados brasileiros, capacitando 773 professores e gestores de escola públicas e impactando 42.363 alunos na faixa etária de 3 a 17 anos, em aulas regulares e 1.643 eventos de esporte educacional.

A partir de 2018, sabendo das possibilidades de formação cidadã e transformação social acarretadas pelo esporte educacional, que, quando bem desenvolvido, favorece a educação integral, saúde e cidadania, o IEE apresenta proposta de continuidade do projeto em nove estados brasileiros para a formação de professores no processo de ensino e aprendizagem do esporte educacional visando mitigar problemas educacionais das crianças e jovens que comprometem o IDH da maioria dos estados brasileiros, como falta de estrutura, materiais e professores capacitados, entre outras, que constituem um péssimo cenário para o desenvolvimento das crianças e, consequentemente, do país.

Nesse novo Projeto o IEE propõe democratizar e qualificar a prática do esporte educacional em municípios brasileiros por meio da articulação, formação, aplicação de aulas de esporte educacional e implantação de escola ativa em diferentes territórios e contextos brasileiros.

Oprojetopretendenosanosde2018a2020

a) articular com municípios e ONGs, nas áreas de abrangência das UOs para constituir a rede de parceiros em esporte educacional;
b) formar profissionais da educação em esporte educacional;
c) apoiar e acompanhar as ações e fortalecimento em rede de municípios, escolas e ONGs.

A metodologia desenvolvida pelo IEE para alcançar esses objetivos consiste em processo de ensino e aprendizagem para o esporte tornar-se fator de emancipação individual de professores e seus alunos e, consequentemente, coletiva, como estímulo à cidadania, baseando-se em cinco princípios norteadores:

a) Inclusão;
b) educação integral;
c) diversidade;
d) construção coletiva;
e) autonomia.

Que nortearão as seguintes ações:

a) pesquisa e articulação com os diferentes parceiros;
b) desenvolvimento dos conteúdos teóricos e práticos das formações;
c)realização de seminários para socialização dos resultados e trocas de expertises;
d) acompanhamento e avaliação das práticas pedagógicas dos professores nas aulas de educação física e esporte;
e) entrega de kits de materiais;
f) Registrar e divulgar as ações desenvolvidas pelos professores e gestores, socializando e divulgando as boas práticas e ampliando a expertise da rede.

Dessa forma, os principais resultados esperados são:

a) articulação de 50 municípios de estados brasileiros, com visitas aos municípios;
b) desenvolvimento dos conteúdos Esporte Educacional, saúde, educação integral, respeito a diversidade (gênero, étnico racial), inclusão de pessoas com deficiência e protagonismo;
c) realizar 120 formações, para 1.050 profissionais da educação e esporte; realização de 30 seminário de avaliação de resultados; a publicação livro com os resultados e tecnologias educacionais desenvolvidas em conjunto com os parceiros;
d) Potencializar as aulas com os kits de materiais e qualificar as aulas de educação física e esporte a prática pedagógica de conteúdos e estratégias que formem o cidadão crítico e atuante;
e) Apoiar a realização de eventos de esporte educacional nas escolas e ONGs participantes, sendo pelo menos 2 eventos por município.

EstadoseMunicípiosatendidos

Municípios

Alagoinhas, Araçás, Catu, Pojuca, Cardeal da Silva, Entre Rios, Esplanada, São Francisco do Conde, São Sebastião do Passé e Candeias

Municípios

Fortaleza e Paracuru

Municípios

Anchieta, Itapemirim, São Mateus e Linhares

Municípios

Araucária e São Mateus do Sul

Municípios

Duque de Caxias, Itaboraí, Magé e Macaé

Municípios

Mossoró, Governador Dix-sept Rosado, Apodi, Felipe Guerra, Areia Branca, Upanema, Caraúbas, Macau, Afonso Bezerra, Alto do Rodrigues, Assu, Natal e Pendencias

Municípios

Arroio Grande; Canguçu; Chuí; Pedro Osório; Pelotas; Santa Vitória do Palmar; São José do Norte, São Lourenço do Sul e Rio Grande.

Municípios

Aracaju, Barra dos Coqueiros, Laranjeiras, Carmópolis, Maruim, Japaratuba, Divina Pastora, Riachuelo, Siriri, São Cristóvão e Rosario do Catete

Municípios

Santos e Cubatão

A escolha deste formato de trabalho ampliou os impactos sociais e aumentou o número de crianças e jovens atendidos semanalmente com esporte educacional no Brasil.

Dentro das estratégias de realização do Projeto Rede de Parceiros Multiplicadores, o público atendido é:

• ONGs, gestores e professores das redes de ensino e/ou esporte municipais, através da formação em Esporte Educacional;

• Crianças e Adolescentes alunos das Escolas Públicas e/ou de projetos esportivos nos municípios, através do oferecimento de atividades de Esporte Educacional.

Foram evidenciados nos seus impactos:

• O aumento do acesso à prática de esporte educacional nos municípios atendidos;

• Mudança no comportamento das crianças, aumento do diálogo;

• Ampliação da cultura esportiva, aplicação dos princípios do esporte educacional nas práticas pedagógicas dos professores, ampliação da visão dos professores e gestores sobre as possibilidades do esporte como ferramenta de educação;

• Na sensibilização e fortalecimento de políticas públicas de esporte educacional, por meio da articulação com os gestores públicos paralelamente com a formação na rede municipal, sendo que em diferentes municípios ocorreu a elaboração e reelaboração do currículo da educação física escolar, reformas, construção e ampliação de espaços públicos democráticos para a prática esportiva, como praças, quadras, ginásios e centros esportivos, implantação de aulas de educação física no ensino fundamental e educação infantil , realização de concurso público para a contratação de professores, realocação de recursos públicos para projetos de esporte educacional, entre muitas outras ações de sensibilização na construção de políticas públicas que puderam ampliar e consolidar as ações de esporte educacional nos municípios;

• Desenvolvimento de tecnologias sociais de esporte educacional de fácil acesso a diferentes contextos e públicos, por meio de publicações de livros, materiais didáticos e vídeos educacionais;

• Fortalecimento de uma rede nacional de esporte educacional, por meio de articulações entre organizações sociais, privadas e públicas com interesses na reflexão, construção e proposição de ações e políticas para o desenvolvimento do esporte como fator de transformação social

SeloMultiplicadordeEsporteEducacional

O Selo Multiplicador de Esporte Educacional é uma estratégia do IEE e Petrobras realizada em parceria com os municípios participantes do Projeto Rede de Parceiros Multiplicadores de Esporte Educacional, com o objetivo de contribuir para a descentralização do esporte educacional no Brasil e a garantia do direito ao esporte para milhares de crianças e adolescentes.

Os municípios, escolas e professores que se inscrevem no Selo assumem o compromisso de desenvolver, registrar e compartilhar as ações de esporte educacional desenvolvidas. O IEE recebe as informações e avalia, concedendo a certificação no qual reconhece o Município, Escola ou professor como um Multiplicador do Esporte na Educacional.

 

REGULAMENTO PARA A OBTENÇÃO DA CERTIFICAÇÃO
BAIXAR PDF

 

MODELOS DOS DOCUMENTOS PARA EVIDENCIAR A REALIZAÇÃO DAS AÇÕES